sexta-feira, 15 de junho de 2012

Confederação Brasileira de Futsal completa 33 anos de existência

Zerosa Filho/CBFS

Louise Bedê, Dr. Aécio de Borba, Sônia de Borba e
 Renan Tavares representam a CBFS na imagem

A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) comemora neste dia 15 de junho o seu 33º aniversário. Considerado um dos esportes mais populares do mundo, o futsal ganhou espaço nos últimos anos e muito por conta do trabalho feito pela CBFS.

O vice-presidente da CBFS, Dr. Renan Tavares, faz um balanço da contribuição que o Futsal vem trazendo para o Brasil. Ele ressalta a grandeza da entidade apontando que apenas no nosso país existe uma confederação para gerir a modalidade esportiva.

"Não tenha dúvidas de que o trabalho feito pela Confederação Brasileira de Futsal nos últimos anos tem dado um respaldo muito grande à modalidade, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Já sediamos o Mundial em 2008 e patrocinamos Grand Prix's. Por isso, não é por acaso que a CBFS é a única no mundo. Apenas no Brasil o Futsal possui uma confederação", diz Renan.

O diretor aproveita para parabenizar o trabalho feito pelo atual presidente, Dr. Aécio de Borba Vasconcelos. Renan enaltece a figura de uma das pessoas que mais batalhou para que o futsal nacional atingisse o nível atual, com o público lotando os ginásios e acompanhando de perto as competições espalhadas pelo país.

"Esse trabalho feito pela Confederação Brasileira de Futsal, sob o comando do Dr. Aécio de Borba, sem sombra de dúvidas é gratificante. Temos a ampliação de equipes participando em diversas categorias, o crescimento do público, inclusive através da Liga Nacional, que tem grande audiência nas transmissões. Isso irá contribuir para ver o futsal como modalidade olímpica, graças ao trabalho da Confederação Brasileira de Futsal, na pessoa do Dr. Aécio de Borba, e de todos os presidentes que compõem os 27 estados desta nação", afirma Renan Tavares.

Das dificuldades ao sucesso

Ícone do esporte no Brasil, o presidente da CBFS, Dr. Aécio de Borba, vai no passado para lembrar como o Futsal acabou atingindo um número expressivo de praticantes. Ele lembra que a divulgação da modalidade foi favorecida com o aumento dos centros urbanos.

"O crescimento das cidades acabou com os campos de 'peladas' do futebol. Ao contrário do futsal, que em todo canto possui uma quadra para sua prática. Desde escolas e praças, até quarteis, clubes e condomínios. Em todo canto tem uma quadrinha pequena que envolve os povoados, ajudando na divulgação da modalidade. Assim, a confederação foi criada em 1979, depois de um decreto do presidente João Figueiredo, determinando que todos os esportes tivesse um órgão máximo", explica Dr. Aécio.

Em um rápido balanço do alcance que o futsal conseguiu nos últimos anos, Aécio cita o aumento nas inscrições de atletas e os títulos importantes conquistados neste curto espaço de tempo. Para o presidente, o esporte hoje é uma realidade, com admiradores de diversas idades.

"A CBFS cresceu vertiginosamente. Saímos de meia dúzia de atletas inscritos para 400 mil. De nove Copas do Mundo, temos seis títulos masculinos, além de dois títulos femininos. É uma hegemonia no Mundo. Depois da gente temos a Espanha com dois e o Paraguai com um, sendo uma mostra do potencial do futsal no Brasil. O 33º aniversário da entidade serve de orgulho por tudo que conseguimos alcançar. O futsal é hoje uma paixão nacional, que agrada todas as pessoas, independente da faixa etária", comemora o presidente da CBFS.

Por: Luis Domingues
Assessoria de Imprensa da CBFS

Nenhum comentário: