quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Nova comissão técnica da Seleção Brasileira é apresentada




A busca por novos talentos no futsal. Esta é a principal meta da nova comissão técnica da Seleção Brasileira apresentada de forma oficial nesta terça-feira (29/1), em um hotel na cidade de Fortaleza (CE).


Composta pelo técnico Ney Pereira, o auxiliar Manoel Tobias, o preparador físico Harrison Muzzy e o supervisor Rudy Vieira, os membros que terão a responsabilidade de continuar trilhando o caminho das vitórias do futsal brasileiro mostraram-se bastante motivados com os desafios que terão pela frente.


O grupo conta com o apoio do presidente da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), Aécio de Borba Vasconcelos. Ele explica como se deu o processo de escolha da nova comissão técnica após a anterior ter sido desfeita.


"Tínhamos uma lista de nomes e resolvemos estudá-los. Com o nosso diretor de Seleções, Edson Nogueira, observamos algumas características, como a ombridade, a descência e a integridade. Aprovados, passamos para a segunda observação: a competência; fechando com a experiência. Todos eles estão aprovados nessas questões", afirma Aécio de Borba.


Quem é quem


A tarefa de apresentar cada um dos membros coube ao diretor de Seleções da CBFS, Edson Nogueira. Edson não poupou elogios a cada um dos membros escolhidos para dar sequência aos trabalhos na Seleção Brasileira e fez questão de apontar que todos possuem o aval da cúpula da diretoria da Confederação Brasileira de Futsal.


"O Ney Pereira já passou por grandes equipes e sempre foi campeão, vencedor. O Rudy Vieira nem precisa dizer. Passou 18 anos como supervisor da Seleção Brasileira, ganhou inúmeros títulos e hoje dirige a grande equipe do Carlos Barbosa há 12 anos. O jovem preparador físico, Harrison, já andou na China, no Japão, Portugal, Espanha, e hoje está aqui conosco, dando sua parcela de colaboração. Apresentar Manoel Tobias? O mundo conhece ele, sua história como atleta, cidadão, como amigo. E é com muito orgulho que estamos trazendo com o aval do Aécio e de toda a diretoria estes profissionais. Vamos trabalhar por muitos e muitos anos, com certeza", diz Edson.


E o futuro?


A mudança deve afetar o modo de jogar da Seleção Brasileira, pelo menos é o que aponta o técnico Ney Pereira. Ele espera dar continuidade ao espírito vencedor brasileiro, alterando o dinamismo do jogo.


"Quando fui chamado com o Manoel para trabalhar comigo, sem que tivéssemos começado nada, já tinha em mente a mesma ideia. Uma equipe vencedora esta já é, mas com o perfil e um movimento diferente. Acredito que a gente possa fazer desta nova seleção que começamos no comando, uma equipe mais dinâmica. Também alterar um pouco a maneira de jogar da Seleção", revela Ney.


Conforme o supervisor Rudy Vieira, o foco do novo trabalho segue na linha do garimpo por novos talentos. Porém, Rudy sabe que esse processo precisa ser cauteloso, com o suporte dos jogadores mais experientes aos jovens.


"O principal desafio da Seleção Brasileira hoje é com a necessidade de renovação. Porém, ela deve ocorrer com equilíbrio; temos que, aos poucos, criar um novo perfil. Devemos buscar essas novas peças, contar com o apoio dos atletas mais experientes e formar este novo grupo", afirma Rudy.


Aval positivo


Confirmando o apoio da diretoria da CBFS, o vice-presidente de Competições, Renan Tavares, reforçou o pensamento positivo para o trabalho da dupla Ney Pereira e Manoel Tobias.


"O futsal brasileiro vem se mantendo no topo faz muitos anos e nós sabemos da responsabilidade dessa nova comissão técnica, mas também sabemos da capacidade e competência dos novos escolhidos. Nós estamos em um momento de renovação do futsal e ninguém melhor do que Ney Pereira e Manoel Tobias para encabeçarem esse processo. Tenho certeza que a Seleção Brasileira de Futsal vai continuar no topo", pontua Renan.


Estreia marcada


O primeiro desafio da renovada comissão técnica será no dia 22 de março. O Brasil participa, em Uberlândia (MG), do Circuito Sul-Americano, que conta com a presença de Colômbia, Venezuela e Paraguai. A decisão de quem irá ficar com o título será no dia 24 de março.

Por: Luis Domingues (Assessoria de Imprensa da CBFS)

Nenhum comentário: