domingo, 29 de setembro de 2013

Tigre supera Vento em Popa na prorrogação e fica com a taça


Moita Bonita (SE) - O Tigre (PE) conquistou o título da Liga Nordeste neste sábado (28/9), levando a melhor no duelo contra o LEM Vento em Popa/Janjar (BA). O confronto precisou de prorrogação para ser definido, quando os pernambucanos foram melhores e conseguiram o triunfo por 5 a 3 no placar geral (2 a 2 no tempo normal).

Além da taça, o Tigre também conquistou a vaga na Superliga, que será realizada em dezembro, na cidade de Aracaju (SE).

O jogo

Em ritmo acelerado, o placar da partida é movimentado já aos 2 minutos. Desmarcado, o goleiro Renato subiu até o setor ofensivo e arriscou o chute, mas viu a bola se perder pela linha de fundo. Atento na jogada, Lavoisier sai jogando rápido, lança para Nen, que tem o gol livre para abrir o marcador.

O Tigre tentou responder com Hugo. Em cobrança de falta ensaiada, o ala recebeu pelo meio, tirou da marcação e finalizou rasteiro. Lavoisier esticou os pés para evitar o gol de empate e afastar o perigo da área dos baianos.

Com o time pernambucano mais ativo no ataque, o Vento em Popa recuou e tentou investir nos contra-golpes. A estratégia quase deu certo aos 13 minutos, quando Alex recebeu na ala esquerda, usou a habilidade para driblar Renato e bateu no cantinho. A bola pegou caprichosamente na trave.

Como que para confirmar o ditado de que quem não faz, leva, o Tigre acaba conquistando o empate. Em linda jogada de Hugo, o ala avança até a linha de fundo e dá um passe com efeito para trás. Zanatha aproveitou o lance e finalizou tirando de toda a defesa, vendo a bola balançar as redes.

A virada quase veio aos 16 minutos. Em erro de Magnum, Aquino roubou a bola e avançou sem marcação. Cara a cara com Lavoisier, o goleiro usou a experiência, saiu no momento certo e evitou o que tinha tudo para ser o segundo gol do Tigre na partida.

Pegando fogo

As emoções continuaram no segundo tempo. O confronto ficou aberto, com as duas equipes buscando a vitória em um jogo de alto nível. Renato e Lavoisier iam se destacando na partida, demonstrando reflexos apurados e velocidade, a medida que eram exigidos em quadra.

Porém, aos 8 minutos, Antônio Carlos encontra o caminho das redes. Em forte finalização, o artilheiro do Tigre venceu Lavoisier e colocou os pernambucanos na frente. Mas a reação do Vento em Popa foi rápida. Menos de 30 segundos depois, Alan Rodrigues investiu pela esquerda e arriscou o chute cruzado. Renato tentou encaixar e acabou deixando a bola escapar.

A grande oportunidade de sacramentar o título caiu nos pés de Nen. Faltando pouco mais de 6 minutos, o camisa 7 recebeu cruzamento livre de marcação na ponta direita. Dentro da área, ele dominou a bola e finalizou, mas Renato conseguiu se recuperar no lance, salvando o Tigre.

Prorrogação

Com o tempo normal empatado em 2 a 2, a final da Liga Nordeste precisou de prorrogação para ser decidida. E o Tigre surpreendeu logo no primeiro minuto. Aquino recebeu passe na entrada da área e chutou forte, no cantinho, sem chances de defesa para Lavoisier. 

O ânimo da equipe pernambucana aumentou, assim como a vantagem na prorrogação. No minuto seguinte, foi a vez de Hugo marcar para o Tigre, ampliando a vantagem.

A reação do Vento em Popa vem com o segundo tempo. Com 30 segundos, Assis acerta o chute com precisão e diminui a vantagem dos baianos. Aberto em busca do empate, o Vento em Popa acaba sendo castigado pela opção de se lançar ao ataque. No erro de passes com o goleiro-linha, o gol fica aberto para Zanatha marcar mais um e selar o título do Tigre.

Por: Luis Domingues
Assessoria de Imprensa da CBFS

Nenhum comentário: