domingo, 17 de novembro de 2013

Com ginásio lotado, Intelli conquista o bicampeonato da Liga


São Sebastião do Paraíso (MG) - Com um espetáculo dentro e fora de quadra, a Liga Futsal 2013 encerrou neste domingo (17/11) em grande estilo. No jogo da final, realizado em São Sebastião do Paraíso (MG), a ADC Intelli/Orlândia (SP) empatou com o Concórdia/Umbro/Passarela (SC), em 2 a 2, e ficou com o bicampeonato da competição. O gol do título paulista saiu da cabeça do craque Falcão, que mostrou-se mais uma vez decisivo.

Detentora da melhor campanha, a Intelli tinha a vantagem do empate, pois já havia vencido o primeiro confronto entre as equipes, em Concórdia, pelo placar de 2 a 1. Sendo assim, o time do técnico Cidão leva mais um troféu para casa, o segundo ano seguido que a taça vai para Orlândia. 

O jogo

Os torcedores ainda se acomodavam nas cadeiras quando o primeiro lance de perigo surgiu na partida. Com menos de um minuto, Falcão cobra falta ensaiada com Ciço. O fixo recebeu o passe na entrada da área e arriscou de primeira, vendo o lance passar tirando tinta da trave de Gian.

Com maior domínio do jogo, a Intelli chegou com frequência ao ataque. A rede quase balança aos 4 minutos. Depois de boa tabela entre Falcão e Vinícius, o camisa 77 se deslocou para o meio da área e acabou finalizando pressionado pela marcação. A bola saiu mansamente pela linha de fundo.

A resposta do Concórdia veio com Biel. O ala recebeu cruzamento na área e tentou um chute acrobático, de primeira. A pontaria, porém, não estava calibrada e a finalização passou apenas assustando o goleiro Guitta.

Se na primeira chance Biel ficou no quase, ele não perdoou quando ganhou outra oportunidade de abrir o placar. Aos 8 minutos, o ala pressionou a saída de bola e conseguiu desarmar Sinoê. Na frente, Biel encontrou Paludo, que lançou o camisa 7 pela linha de fundo. Mesmo sem ângulo, Biel finalizou cruzado e surpreendeu Guitta, colocando o Concórdia na frente.

Gian brilha

O gol não mudou muito o panorama da partida. A Intelli seguiu atacando forte, mas acabou esbarrando em uma verdadeira muralha chamada Gian. O goleiro do Concórdia fez um primeiro tempo praticamente impecável, com defesas de reflexo e muita agilidade. Em um dos lances, Gian precisou se esticar todo para salvar um desvio de calcanhar do craque Falcão, que tinha endereço certo.

Porém, de tanto pressionar, o time de Orlândia acabou alcançando o empate. Em cobrança de escanteio, Falcão mostrou precisão para encontrar Vinícius no meio da área. O experiente jogador conseguiu se desmarcar e tocar de cabeça, no ângulo, sem chances de defesa para Gian.

Volta do intervalo

Com o jogo indefinido e bastante equilibrado, os catarinenses voltam para a etapa final empolgados e precisando de pelo menos um gol para voltar a ter chances de ficar com a taça. E com menos de 2 minutos o objetivo foi alcançado. Depois de cruzamento rasteiro, Dé consegue desviar, tirando Guitta da jogada.

O passar do tempo aumentou a pressão da Intelli. Com o Concórdia fechado, explorando os contra-ataques, as jogadas de perigo foram praticamente todas para o lado dos paulistas. Mas o ferrolho dos catarinenses funcionou bem, dando poucos espaços em quadra. 

Quando o relógio apontava pouco mais de cinco minutos para o fim, Guitta arriscou uma subida ao ataque. O corredor aberto na frente do goleiro fez com que ele tentasse o chute de longe. A bola saiu forte, explodiu no travessão de Gian, pegou em cima da linha e voltou para as mãos do goleiro do Concórdia. No contra-ataque armado na sequência, Guitta conseguiu voltar a tempo de evitar o terceiro gol concordiense.

Decisivo

A tensão aumentou em quadra e as duas equipes jogavam um futsal bastante técnico e de nível altíssimo. Até que um detalhe resolveu os rumos da decisão. Aos 16 minutos, uma bola lançada pelo alto por Gadeia acabou encontrando a cabeça de Falcão, que conseguiu se antecipar ao goleiro Gian para colocar no fundo das redes. A Intelli ainda acertou uma bola na trave, em finalização de Jé, mas o placar seguiu inalterado, que rendeu o título aos donos da casa.

Luis Domingues
Assessoria de Imprensa da CBFS

Nenhum comentário: